Pera Rocha do Oeste escolher e conservar - Para Si

Corria o ano de 1836 quando Pedro António Rocha descobriu, por acaso, uma pereira diferente na Fazenda Rocha, propriedade que possuía no lugar da Ribeira de Sintra, perto de Lisboa. Orgulhoso de possuir frutos únicos e de qualidade invulgar, todos os anos, no mês de setembro, convidava os amigos a deliciarem-se com as peras. Foi assim que a variedade se espalhou e ganhou fama.

Em homenagem ao seu proprietário, este fruto passou a ser denominado de “Pera Rocha”. O seu reconhecimento oficial, no entanto, só aconteceria 90 anos depois, durante o 2.º Congresso Nacional de Pomologia, em Alcobaça, conforme consta no Arquivo dos Trabalhos deste evento. É uma variedade nacional, apreciada além-fronteiras, muito sumarenta e de perfume ligeiramente acentuado.

A Pera Rocha do Oeste

A Pera Rocha do Oeste, atualmente produzida em 29 concelhos de Portugal, tem desde 2003 o selo DOP (Denominação de Origem Protegida). Uma designação regulamentada pela União Europeia e que vincula os produtores da região a obedecer a um exigente caderno de encargos e a diversas normas por forma a garantir a qualidade do produto.

O seu cultivo é feito em cerca de 10 mil hectares de terreno que produzem, em média, 173 mil toneladas deste fruto anualmente. O Oeste tem condições ímpares para esta cultura, determinantes para dar a cor, textura e sabor únicos à Pera Rocha. O clima, o relevo, a humidade do ar, o tipo de solo, o vento e a proximidade do mar têm um papel preponderante no que se refere às características físicas, químicas e sensoriais deste fruto.

As características da Pera Rocha

A Pera Rocha é uma pera de textura firme, doce e crocante que fica macia com o tempo. De polpa branca, granulosa, muito sucosa e de perfume ligeiramente acentuado, é uma variedade exclusivamente portuguesa apreciada não só em Portugal, mas exportada para toda a Europa e alguns países de África.

Uma das suas características é a sua grande capacidade de conservação, a qual é potenciada caso haja atenção e cuidado no processo de apanha e transporte.

Os benefícios da Pera Rocha

Regulação do trânsito intestinal

Esta pera apresenta um alto teor em fibra, um nutriente importante para o bom funcionamento da microflora dos intestinos e que contribui, por isso, para a regulação do trânsito intestinal.

Controlo do apetite

É também o seu alto teor em fibra que contribui para promover a sensação de saciedade e controlar o apetite entre as refeições.

Para bebés

Por ser simples e de fácil digestão, a pera é dos primeiros frutos a ser introduzido na alimentação dos bebés.

Como escolher e conservar Pera Rocha

  • Ao escolher Peras Rocha, prefira as de casca firme, sem contusões, manchas e picadas de insetos;
  • Se gostar de peras macias ou fundentes, deve guardá-las na fruteira até terem a consistência que prefere. Já se gostar de peras rijas, deve guardá-las no frigorífico, na zona inferior, na gaveta das frutas e vegetais.

A Pera Rocha é geralmente consumida ao natural, no entanto, pode também experimentá-la em tortas, compotas, geleias, mousses e cremes. É também um excelente acompanhamento para queijos de sabor picante ou forte.

Se tem amigos que ficam deliciados com este tipo de fruta, partilhe este artigo e mostre-lhes tudo o que a Pera Rocha pode oferecer.