Dicas para reduzir o desperdício alimentar

Sabe que pode reduzir a pegada ecológica dentro do espaço da sua cozinha? Gestos simples que o ajudam a ser mais sustentável, através de receitas e boas práticas que combatem o desperdício alimentar de forma a ter uma atitude mais “verde”.

Como evitar desperdício alimentar?

Alexandre Fernandes, autor de Desperdício Zero na Cozinha (editora Planeta), escreve no seu livro: “Um dos hábitos que devemos interiorizar no quotidiano é aproveitar integralmente todas as partes dos alimentos para evitar o desperdício. E isso significa aproveitar tudo o que for possível dos alimentos e nunca deitar fora o que nos pode servir como fonte de nutrientes ou ajudar-nos a alcançar uma alimentação equilibrada e saudável.” E relembra: “Evitando o desperdício, os gastos com a alimentação podem ser reduzidos – e muito!”.

Como reutilizar os alimentos e evitar descartar sobras?

As sobras de comida e bebida, bem como os produtos prestes a atingir o prazo de validade, são quase inevitáveis em qualquer casa. Mas há como minimizar os “estragos” se, em vez de os descartar, lhes der um novo e agradável uso. Deixamos aqui alguns exemplos:

1. Sobras de pão

Quando o pão fica de um dia para o outro e endurece, não necessita de o deitar fora. Boas opções para estas sobras são: torradas com um pouco de manteiga, margarina, azeite ou doce; combinar os pedaços de pães endurecidos que sobraram e fazer um pudim de pão caseiro; cortar os pães em pequenos cubos e fazer croutons crocantes para saladas ou sopas; ou ainda, se está na época natalícia, pode aproveitar o pão duro para fazer umas rabanadas.

2. Aparas de legumes, peixe e carne

Fazer caldos de carne, peixe ou vegetais são uma ótima forma de aproveitar alimentos que já estão quase a estragar. As aparas dos legumes, que sobram a cada vez que se faz uma refeição, também devem ser reaproveitadas para os caldos. Coloque-as num saquinho de congelação e guarde no congelador para ir enchendo ao longo do tempo. Quando o saquinho estiver cheio faça o caldo. Congele em pequenas porções e utilize quando necessário para cozer arroz e massa ou fazer sopas e purés.

3. Fruta madura

As frutas têm um prazo de validade reduzido. Se não forem consumidas em pouco tempo, ficam muito maduras e acabam por se estragar. Aproveite as frutas maduras para fazer chutneys e compotas. Congelar a fruta madura é outra alternativa para evitar o desperdício alimentar. Permite não só prolongar o prazo de validade destes alimentos, como também criar diferentes formas de os incluir nas refeições. A fruta congelada é ideal para usar em batidos, papas de fruta, gelados e ainda em algumas sobremesas.

4. Sobras e borras de café

Se, por algum motivo, fez uma cafeteira de café e sobrou muito, não se preocupe. Pode utilizar esse café para substituir a água numa massa para uma receita de bolos. Esta substituição combina muito bem com bolos de chocolate, com receitas para brownies, porque o café confere um pouco mais de sabor. Se juntar restos de café com leite, natas, ovos e açúcar, poderá fazer um gelado de café caseiro, por exemplo. Aproveite ainda as borras do café e transforme-as num esfoliante para o corpo.

5. Ervas aromáticas frescas

Quando as ervas aromáticas ficam guardadas durante alguns dias no frigorífico têm tendência a ficarem murchas e escuras. Conservar estes alimentos em cuvetes de gelo com azeite mantém toda a sua frescura e aroma. Este processo de conservação permite ir utilizando os cubos de gelo aromatizados nos cozinhados, conforme a necessidade.

Antes de descartar alguma sobra, pense de que forma é que pode ser reaproveitada e dar origem a uma refeição deliciosa e surpreendente. Evite o desperdício alimentar e contribua para a sustentabilidade do planeta. E porque as boas ações devem começar em casa, partilhe este artigo com os seus familiares e amigos e faça com que eles ajudem também nesta causa.