Tipos de vinho para dias frios - Para Si

Os dias começam a ficar mais frios, convidando a apreciar um belo copo de vinho no recato da sua casa. A dúvida muitas vezes prende-se sobre que vinhos serão a escolha mais acertada. Vamos tentar ajudar.

Que tipos de vinho casam melhor com pratos de carne?

Os pratos de caça, por exemplo, reconquistam o destaque perdido face aos grelhados de verão. Perante pratos de carne, com sabores mais ricos, os taninos desempenham um papel importante, refrescando o palato e equilibrando a intensidade dos pratos.

Para acompanhar uma peça de javali ou cabrito assado, por exemplo, o final de boca persistente de um vinho tinto do Dão ou do Douro é o ideal. Para carnes mais magras, o ideal seria um vinho rosé ou um tinto da região Tejo, Península de Setúbal ou Alentejo. Tudo com uma percentagem de álcool não muito elevada.

Nem só de vinhos tintos vive o inverno

Mas nem apenas de vinhos tintos se faz um bom inverno. Pense em vinhos espumantes, tão comuns nas típicas e frias passagens de ano. Vamos antecipar um ou dois meses o som característico da rolha de uma garrafa de espumante a saltar. Até porque com frio chega também a vontade de comer uma sopa reconfortante. Nada casa melhor com um creme de abóbora e queijo da ilha do que um espumante da Bairrada, por exemplo.

A Bairrada, com as castas Baga, Arinto ou Maria Gomes, é origem de excelentes espumantes. Reconhecidos pelo equilíbrio entre acidez e doçura, vão transformar por completo os pratos mais simples de inverno.

E porque não aquecer a alma com um vinho fresco e algum marisco, presença habitual nas mesas de Ano Novo? Sejam umas “Gambas a la Guilho” ou umas sofisticadas vieiras salteadas com um puré de ervilhas, não será difícil encontrar nos supermercados um rosé ou um vinho branco jovem e seco, para acompanhar. Não se esqueça de que deverá ser servido a uma temperatura baixa, apesar do inverno.

Caso pretenda cozinhar peixe no forno, por exemplo, opte por um vinho branco frutado e com boa acidez, como é o caso dos vinhos brancos e rosés da região dos Vinhos Verdes.

Bons vinhos são sempre uma boa companhia

A acompanhar um bom prato ou simplesmente a acompanhar um bom livro junto à lareira, o truque para aquecer a alma no inverno é simples: escolher um vinho que seja perfeito para cada momento.

O vinho ideal a acompanhar uma deliciosa refeição é a combinação perfeita para os dias frios. Porém, nem sempre estamos seguros da melhor escolha para cada prato. A verdade é que a harmonização de vinhos requer algum conhecimento e sensibilidade. No entanto, com a harmonização perfeita, a refeição tona-se um verdadeiro momento de prazer.

Aproveite para sair da sua zona de conforto e experimente vinhos que ainda não conhecia. Quem sabe pode encontrar um novo favorito.

Recolha-se em casa ou marque um convívio com os seus amigos, partilhando com eles este artigo para que possam trocar ideias dos melhores vinhos para aquecer o corpo e a alma.