Sal e tudo o que deve saber - Para Si

Uma alimentação saudável e equilibrada deve privilegiar as frutas e vegetais e um consumo moderado de gorduras, açúcar e sal. O sal contribui para a conservação dos alimentos e tempera as refeições. É importante utilizar este ingrediente de forma equilibrada e, acima de tudo, saber identificá-lo nos produtos processados, para evitar a ingestão de sal de forma excessiva e inconsciente.

O sal em excesso apresenta riscos para a saúde?

O consumo excessivo de sal é um fator de risco para o desenvolvimento da hipertensão arterial e, consequentemente, das doenças cardiovasculares. Em Portugal, o consumo médio diário de sal é de 7,3 g, valor que está acima dos limites propostos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Tal como acontece com o açúcar, este ingrediente pode estar presente no rótulo com designações menos conhecidas, como glutamato monossódico (E621), fosfato de sódio e outras acabadas em “sódio”.

Em que quantidades se deve consumir sal?

A OMS limita ingerir uma quantidade de sal diária igual ou inferior a 5 gramas. Esta quantidade equivale a cerca de 1 colher de chá (está incluído neste valor o sal naturalmente presente nos alimentos).

Dicas que o podem ajudar a reduzir a utilização de sal na confeção das refeições diárias:

  • Deixe os alimentos ricos em sal para ocasiões especiais, como os produtos de charcutaria, snacks temperados e batatas fritas;
  • Reduza gradualmente o sal dos seus cozinhados, substituindo-o por ervas aromáticas, especiarias ou salicórnia;
  • Leia os rótulos dos alimentos no momento da compra, de forma a privilegiar as opções com um menor teor de sal;
  • Quando consumir produtos de conserva, rejeite o líquido e passe o alimento por água corrente. Este processo ajuda a eliminar grande parte do sal;
  • Utilize colheres de café ou de chá para adicionar sal aos cozinhados. Esta prática permite um maior controlo da quantidade de sal utilizada na confeção das refeições.

Independentemente do tipo de sal que utilize na confeção das suas refeições, é importante que respeite a quantidade máxima diária recomendada. Experimente também incluir mais vezes as ervas aromáticas nos seus pratos. Para além de conferirem cor e sabor, enriquecem o prato nutricionalmente.

Não deixe de conferir outros artigos sobre nutrição que temos para si e partilhe-os com os seus amigos e familiares.